MEDITAÇÃO E ORAÇÃO

Jesus e os seus discípulos continuaram a sua viagem e chegaram a um povoado. Ali uma mulher chamada Marta o recebeu na casa dela. Maria, a sua irmã, sentou-se aos pés do Senhor e ficou ouvindo o que ele ensinava. Marta estava ocupada com todo o trabalho da casa. Então chegou perto de Jesus e perguntou: — O senhor não se importa que a minha irmã me deixe sozinha com todo este trabalho? Mande que ela venha me ajudar. Aí o Senhor respondeu: — Marta, Marta, você está agitada e preocupada com muitas coisas, mas apenas uma é necessária! Maria escolheu a melhor de todas, e esta ninguém vai tomar dela. (Lucas 10,38-42)

pôr do sol

MEDITAÇÃO E ORAÇÃO

Como já afirmamos anteriormente, acreditamos em um caminho educativo marcado por degraus a subir ou a descer, respeitando o ritmo e os objetivos de cada um. Assim, nossos encontros de Meditação e Oração reúnem pessoas de boa vontade que desejam integrar uma comunidade viva de oração e meditação. Promovemos, inspirado nos fundamentos do hesicasmo e de toda a tradição espiritual cristã, o apoio mútuo em meio às profundas metamorfoses do mundo contemporâneo: "Orai sem cessar. Em tudo dai graças". 1Ts. 5,17-18

C54I7390-2016-08-26-13-52-52_edited.png

Um pouco da nossa história...

Em 2017, quando ainda éramos apenas um hesicastério, nos ocupávamos do estudo da espiritualidade cristã, da Oração do Coração, da meditação, do Ofício das Horas, da Lectio Divina, da Divina Liturgia... porém, de forma privada, exclusiva, como os hesicastas de ontem e de hoje costumam viver: isoladamente, reclusos, eremitas.

No entanto, com o passar do tempo, sentíamos uma inquietação que nos impelia a compartilhar toda essa experiência espiritual, até então vivida individualmente, com todos os que estivessem a caminho, buscando a Deus. 

Foi nesse contexto que, no primeiro semestre de 2020, tomamos a decisão de “sair do claustro” e atender ao chamado do Senhor, visto que já vínhamos desenvolvendo atividades comunitárias, reuniões de estudo, oração, reflexão e meditação com outros buscadores que foram se achegando aos poucos, cremos que conduzidos pelo Alto e sinalizando tal chamado. 

A partir de então, por iniciativa dos membros da Fraternidade Ortodoxa São Nicolau, decidimos nos reunir de forma sistemática: pessoas de boa vontade, clérigos e leigos, homens e mulheres, cristãos que vivem sua fé de diversas formas e desejavam integrar uma comunidade de oração visível e invisível.

Na graça do Espírito Santo, passamos a promover, através de encontros de oração, do apoio mútuo e do companheirismo, o acompanhamento das profundas metamorfoses vividas no mundo contemporâneo, além de entrarmos em comunhão com todos os seres comprometidos com as grandes tradições espirituais da humanidade e com a vontade de rezar em comunidade.

Nesse sentido, organizamos duas frentes de ação: a Escola de Filocalia e encontros de Meditação e Oração. Esta última, inspirada nos fundamentos do hesicasmo, verdadeiro método de vida espiritual, fruto do primeiro monaquismo e da tradição da Igreja primitiva, fomentada na Igreja do Oriente e disseminada por todo o orbe que, através da Oração do Coração – a oração de Jesus – constitui o elemento fundamental.

Obviamente que não nos voltamos ao fechamento que vivíamos anteriormente, mas elevamos o hesicasmo à uma escola de oração, meditação e vida. Tendo meditado nas palavras de Cristo fundando tal prática (em particular na transmissão da oração "em espírito e em verdade" à mulher samaritana, João 4,24), e na herança espiritual de toda a Igreja Una (em especial por São João Cassiano no século V), cada membro da Fraternidade pede a Deus, à Igreja e à Comunhão dos Santos, a graça do Espírito Santo para que a oração nos aproxime do Criador, a meditação nos auxilie em nosso processo de autoconhecimento como um meio para a reforma interior tão pedida no Evangelho, além de ser um momento de atenção, reflexão, e silêncio (escuta) em meio a tumultuada rotina da vida.

Através da Oração do Coração, como método e prática cristã milenar, ensinada e encorajada em nossa Fraternidade, buscamos purificar nosso corpo, nosso coração, nossa mente, nossa vontade e nosso espírito de tudo o que nos impede de vivenciarmos a Divina Presença em todos os momentos, em todos os lugares e de todas as maneiras. Ao invocarmos o Santo Nome, queremos entrar cada vez mais na Presença d'Aquele que é, salva, cura, ilumina, liberta, acalma, orienta... lembrando que esta Presença invisível torna-se visível nos rostos de todos os irmãos e em toda a criação. 

Doxa.png

Nosso percurso rumo à teósis:

1. Nossa resposta

a Deus.

 

2. O crescimento interior.

 

3. Experiência contemplativa.

4. Mistagogia.

 

5. Vivência comunitária.

"Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tende piedade de mim, pecador"

Assim, sendo solidários com toda a Igreja e com o mundo, como membros do Corpo de Cristo, o irmão ou irmã compromete-se, cada um na sua medida e na forma eclesial que as condições locais lhes oferecem, à prática litúrgica mais regular possível centrada no sacramento da Eucaristia, na leitura orante da Palavra de Deus e na Oração do Coração. Dessa forma, humildemente contribuímos para densificar a alma orante da Igreja Una.

Para entrar na experiência da Vida Trinitária, permitindo que Cristo, na graça do Espírito Santo, reine em nossa vida cotidiana, cada irmão e cada irmã unirá a oração ao trabalho, a contemplação à ação pela recordação do Santo Nome, em meio a agitação do mundo que, assim como Maria, “escolheu a melhor parte e não lhe será tirado” (Lc 10, 38-42).

O compromisso com a Fraternidade se dá também pela adesão à Meditação e Oração, na qual, formalmente, através de um rito próprio e durante a Divina Liturgia, os irmãos e as irmãs assumem publicamente. Neste momento, um cordão de oração (em grego: κομποσκοίνι – komboskini) será abençoado e entregue aos irmãos conectando-os à linhagem espiritual dos hesicastas.

marta-e-maria.jpg

"Marta, Marta, você está agitada e preocupada com muitas coisas, mas apenas uma é necessária! Maria escolheu a melhor de todas, e esta ninguém vai tomar dela." 

Uma proposta de compromisso

Bênção do Cordão de Oração - Em uma primeira etapa propomos um ritual de bênção do cordão de oração convidando a entrar em uma prática regular da Oração do Coração. Esta bênção pode ser oferecida a qualquer momento, fora da Liturgia, como forma de conectar-se à "fonte de tudo o que vive e respira" e a todas as orações de ontem e de hoje.

download_edited.png
Plantando árvores

Engajamento na Fraternidade - Em uma segunda etapa, propomos àqueles que já entraram em uma experiência regular de oração-meditação à aderirem ao espírito da Fraternidade Ortodoxa São Nicolau, às suas atividades, como membros  efetivos de uma verdadeira fraternidade colocada sob a proteção espiritual do Exarcado da Igreja Ortodoxa da Gália no Brasil.

O ritual de entrada na Fraternidade será vivido por ocasião de uma Liturgia. O aspirante então firmará seu compromisso com o serviço à alma orante da Igreja Una.